Como harmonizar massas, molhos e vinho

  • 10 de junho de 2021
  • 0
  • 31 Views
Compartilhe:

Na cozinha, a arte de cozinhar acontece quando diversos elementos são incluídos, resultando em uma experiência única de sabor. Além de prático, o macarrão pode ser incrementado com proteínas e molhos, capazes de criar uma experiência inesquecível. E nada melhor para acompanhar uma massa caprichada que um vinho capaz de acentuar o sabor da refeição!

Para te ajudar a entender o corte ideal para cada molho e o tipo de vinho ideal para o acompanhamento, a marca de massas Adria, ensina as melhores harmonizações. Mas, é claro, você pode optar por outras combinações de sua preferência!

Confira:

As massas longas, como bavette e spaghetti, são facilmente combinadas com molhos mais líquidos e leves, com ingredientes bem picados ou à base de azeite. Para acompanhar essa combinação, a indicação de vinho é o Merlot, por exemplo.

Massas com fios longos e mais espessas, como Bucatini, são bem versáteis, podendo combinar com qualquer tipo de molho, mas harmonizam muito bem com molhos cremosos e com adição de legume ou carnes. Para uma massa à bolonhesa, a dica é o vinho Barbera.

Massas finas, longas e delicadas, como o Capellini, são ideais para sopas com molhos leves, à base de azeite, manteiga ou tomate. Para uma receita com manteiga de ervas, a dica é o vinho Chardonnay.

Farfalle e Fusilli, assim como outras massas curtas, funcionam bem com molhos cremosos, mas também são ótimas opções para molhos mais secos, além de serem ideais para compor saladas. Em uma receita com molho pesto, a dica é combiná-la com o vinho Verdicchio.

Massas curtas, tubulares ou curvadas, absorvem bem os molhos. Por isso, você pode incrementá-las com molhos cremosos e encorpados, além de gratinados. Em uma massa com quatro queijos, por exemplo, a dica é o vinho Ripasso.

Bom apetite!