Destaque: Artigo – Cascatas

  • 24 de abril de 2012
  • 0
  • 43 Views
Compartilhe:
Cascata em projeto arquitetônico

Em destaque: artigo – Cascatas

É possível ter um paraíso particular em casa e relaxar ao som da água caindo. Veja neste artigo.

Cascatas: um pedacinho da natureza no jardim de casa

Por Aquiles Nicolas Kilaris – arquiteto

É impossível negar o relaxamento que cascatas e cachoeiras proporcionam às pessoas. O barulho e o peso da água caindo revigoram e purificam as energias. Nos projetos residenciais contemporâneos, procuro trazer para dentro das casas esse bem estar proporcionado pela natureza em lagos e riachos. Construídas junto ao complexo da piscina e do spa, as cascatas ou queda d’água, são elementos arquitetônicos que conferem beleza e transformam este espaço em uma “cachoeira particular”.

Elas podem ser projetadas de várias formas, tudo depende da área onde será construída e da preferência dos proprietários. No caso de residências com dois pavimentos, é possível construir a piscina ao lado da varanda e utilizar a laje como ponto de queda da água.
No caso de piscinas localizadas com mais distanciamento da construção principal, podemos usar o recurso de um pergolado de concreto ou madeira que recebe toda a tubulação necessária para o funcionamento da cascata. O mesmo sistema pode ser usado em piscinas construídas ao lado de muros de arrimo usados também como função de solário. Em apartamento, a opção é uma cascata de inox, instalada na borda da piscina, conferindo charme e movimento ao espelho d’água.

Independente da escolha que se faça, é muito importante não esquecer o projeto luminotécnico. A iluminação noturna valoriza as linhas arquitetônicas da construção e dão um toque de elegância ao espaço. Para aumentar a sensação de estar em um riacho na natureza, utilizo como revestimento na piscina, pastilhas de porcelana em diversos tons de azul, conferindo assim profundidade ao espelho d’água. Instalada a cascata, é hora de pensar na ambientação no entorno da piscina, criando um espaço aconchegante para desfrutar o aconchego que o barulhinho da água proporciona.

Para isso, meus projetos prevêem poltronas e espreguiçadeiras para relaxamento e banho de sol próximas a estas áreas. Normalmente utilizo pisos atérmicos e decks de madeira para receber com conforto esta ambientação. Depois de tudo instalado e concluído, é hora de deitar nas espreguiçadeiras e aproveitar intensamente tudo o que oferece este pequeno “paraíso particular”.

Fotos: Divulgação