“Acertando suas contas” acontece em Campinas

  • 15 de julho de 2012
  • 0
  • 29 Views
Compartilhe:
A Boa Vista Serviços, administradora do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com o apoio da Prefeitura Municipal de Campinas, da Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), realiza entre os dias 18 a 21 de julho, na Estação Cultura (Centro de Campinas), a primeira ação presencial da Campanha “Acertando suas Contas” no interior de São Paulo. 

A iniciativa representa uma grande oportunidade para consumidores renegociarem dívidas diretamente com os credores e, ainda, aprenderem mais sobre como manter seu orçamento doméstico em ordem e se tornarem consumidores positivos. 
A previsão dos organizadores é atrair um público de 50 mil pessoas durante os quatro dias do evento. No local da ação será montada uma estrutura de atendimento gratuito que funcionará das 9h às 17h. Diversas empresas de vários segmentos estarão à disposição dos consumidores. 
Nas quatro ações anteriores da Campanha Acertando suas Contas, mais de 210 mil famílias foram beneficiadas. Foram viabilizadas 46 mil renegociações de dívidas, além da distribuição de 127 mil Cartilhas de Orçamento Doméstico, que apresentam por meio de dicas, formas de organizar e controlar o orçamento familiar. 


 As pessoas que comparecerem ao evento também terão a oportunidade de negociar seus débitos com a Prefeitura de Campinas, através de postos de atendimento do Porta Aberta, que serão disponibilizados durante a campanha. A Prefeitura disponibilizará também o serviço de cadastramento para vagas de emprego do Centro Público de Apoio ao Trabalhador (CPAT). 



 Para a Presidente da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), Adriana Flosi, o Acertando suas Contas é um grande passo para um processo de mudança comportamental. “Além de contribuir para restabelecer o crédito e aquecer as vendas do comércio, a campanha promove uma educação financeira, ajudando o consumidor a controlar seu orçamento doméstico para que no futuro ele não volte a ficar inadimplente”, afirmou Adriana. 









Imagem: Divulgação