As férias estão à todo o vapor e viajar com os pequenos pode ser uma ótima pedida, principalmente se as malas das crianças forem um item à menos de preocupação para os pais. Regiane Deppe, administradora de empresas e personal organizer da empresa Organare, dá dicas a respeito do assunto. A consultora é associada pioneira à ANPOP (Associação Nacional dos Profissionais de Organização e Produtividade) e à NAPO (National Association of Professional Organizers).

Para Regiane, a principal dica para facilitar a organização das malas é ir preparando com antecedência uma lista dos principais itens que você tem que levar. Com isso, evita-se sobrecarregar a memória tentando lembrar tudo de uma vez só. Quando você “anota” na cabeça, aumentam as chances de algo importante ser esquecido. “Como profissional de organização, minha experiência diz que as melhores listas são aquelas customizadas por quem vai utilizá-las na prática, pois o que vai na bagagem depende muito de preferências pessoais, do tipo de viagem (carro ou avião), destino (lugar quente ou frio) e hospedagem (hotel, casa de parentes, etc.).”

 
 

1397454-m
 
 

Veja as dicas de Regiane que podem ser úteis em diversos tipos de viagens:

 
 

1. Tenha sua lista sempre à mão e anote tudo que precisa levar, usando, por exemplo, o bloco de notas do seu celular ou uma caderneta que fica na bolsa. Vale até uma folha de papel presa com imã na porta da geladeira – o que funcionar melhor para você. O importante é que a lista seja fácil de acessar, para que possa adicionar itens à medida que for lembrado. Poupe-se de pensar em tudo só na hora de fazer as malas.

 

2. Categorize para lembrar e organizar. Fica mais fácil não esquecer o que precisa levar, se você agrupar os itens por categorias, o que vai facilitar também na hora de organizar as malas. Aqui vão 8 categorias principais e exemplos do que você pode considerar em cada uma delas (customize conforme sua preferência):

 

· Roupas (body, camiseta, calça, short, casaco, maiô/sunga, etc.)

· Calçados (tênis, sandália, chinelos, meias, etc.)

· Higiene (fraldas, toalha, lenços umedecidos, pomada, sabonete, shampoo, escova, etc.)

· Sono (manta, chupeta, babá eletrônica, berço portátil, etc.)

· Alimentação (mamadeira, água, leite em pó, biscoito, papinha, colher, babador descartável, guardanapos, etc.)

· Saúde (analgésico, antialérgico, protetor solar, repelente, termômetro, etc.)

· Entretenimento (livro, brinquedo, câmera fotográfica, carregador, carrinho de passeio, etc.)

· Documentos (RG, passaporte, carteirinha do plano médico, etc.)

Na hora de organizar a mala, comece pelos grupos acima, guardando os itens semelhantes nos mesmos compartimentos. Fica muito prático para encontrá-los quando precisar.

 

3. Considere os dias de estadia para planejar a quantidade de roupas. Analise quantas trocas a criança geralmente requer em um dia de rotina normal. Seja o mais realista possível, e considere trajes completos (exemplo: blusa, calça e cueca/calcinha). Depois multiplique as trocas diárias pelo total de dias da viagem. O resultado deste cálculo é uma estimativa do quanto de roupa a criança precisará.

A partir desta informação, você pode optar por levar roupas a mais ou a menos. A conta serve como uma referência, para ter uma base e saber se está levando muita roupa ou não.

Essa dica também serve para cálculo de fraldas, lembrando que você pode optar por levar poucas e comprar mais no local para onde irá, caso saiba que há essa possibilidade.

 

4. Para organizar na mala, faça rolinhos com as roupas, ao invés de empilhá-las. Assim você otimiza o espaço e torna mais prático pegar as peças quando precisar.

 

5. Prepare uma “bolsa de conveniência”. Leve no banco do carro ou a bordo do avião uma bolsa contendo itens básicos para a criança e que você necessite acessar de maneira prática. Nesta bolsa pode ter, por exemplo, duas trocas de roupas, kit higiene, água, lanche, brinquedo e remédios. Imagine precisar de algum destes itens e lembrar que estão no porta-malas ou foram despachados na hora do embarque?

 
 

org
 
 
Informações: www.organare.com.br
 
 

Foto: Divulgação