Motociclistas: dicas de pilotagem fazem a diferença

  • 15 de janeiro de 2021
  • 0
  • 29 Views
Compartilhe:

Em um mundo ideal, todas as estradas que você percorresse deveriam ter pouco trânsito, ter sido recentemente asfaltadas e estar livres de qualquer tipo de obstrução. No mundo real, ao lidar com obstáculos inesperados na pista, você pode acabar sendo jogado para fora da curva. A Harley-Davidson do Brasil preparou algumas dicas para o motociclista saber desviar, passar por cima ou parar de repente ao se deparar com objetos inesperados que aparecem no seu caminho:


Como se prevenir

Pode até parecer que você sempre escuta os mesmos conselhos, mas isso ocorre porque eles sempre funcionam. Tudo começa com a capacidade de “V.E.R.”: Vasculhar, Equacionar, Realizar. Em resumo, aprenda a se manter sempre alerta ao que ocorre à sua volta e tente prever o que pode acontecer.

Temporada de férias e estradas mal conservadas? Prepare-se para os buracos na pista. Pilotando atrás de um caminhão carregado? Fique alerta aos objetos que podem cair na pista. Atravessando uma área com canteiros de obras? Preste muita atenção aos restos de materiais de construção na pista. Quanto menos surpreso você ficar com algo em seu caminho, mais tempo terá para reagir. Um mínimo instante pode fazer a diferença. E por falar em subidas sem visibilidade: ajuste sua velocidade ao que você vê, ao que não consegue ver e ao que pode esperar ver na medida do razoável.

Como desviar
Quando algo aparece em seu caminho, sua primeira opção deve ser desviar-se do obstáculo — se puder fazê-lo com segurança. Esta é a razão principal pela qual você sempre deve pensar em uma “rota de fuga” quando está pilotando. Uma manobra de fuga básica é conhecida como “zigue-zague” — essencialmente, dois movimentos rápidos do guidão em direções opostas. Vire rapidamente em determinada direção para desviar de um obstáculo e, em seguida, vire rapidamente na direção oposta para voltar ao seu caminho original. Trata-se de uma situação na qual é essencial entender o “contraesterço”: empurrar o lado esquerdo do guidão se quiser ir para a esquerda e empurrar o lado direito se quiser ir para a direita. Se você entrar em pânico e tentar virar o guidão na mesma direção para a qual pretende ir, com certeza terá problemas. Lembre-se também de ficar longe dos freios. Frear durante uma manobra de zigue-zague pode fazer com que você perca o controle. É recomendável reduzir a velocidade antes da manobra se for possível, mas, ao executá-la, certifique-se de soltar os freios.

 

Divulgação

 

Como passar por cima
Se o zigue-zigue não for factível, você pode ser forçado a passar por cima do obstáculo em seu caminho. Para começar, reduza a velocidade o máximo que conseguir sem comprometer a segurança à medida que você se aproxima do objeto (isso pode depender do tráfego). Se for possível ajustar a direção, aproxime-se do objeto em um ângulo o mais próximo possível dos 90 graus. Levante-se ligeiramente do assento e mantenha os joelhos flexionados para absorver uma parte do impacto. Segure o guidão com firmeza, mas não aperte demais — mantenha-se relaxado. Desloque o peso do corpo para trás e gire o acelerador levemente pouco antes de atingir o objeto. Isso ajudará a aliviar o peso sobre a roda dianteira à medida que ela passa por cima do objeto. Reduza a aceleração durante o impacto e mantenha-se olhando para a frente à medida que a motocicleta passa por cima do obstáculo.

Como parar de repente
Caso não seja possível desviar ou passar por cima, pode ser que você precise fazer uma parada de emergência para evitar o obstáculo. Ao fazer uma parada de emergência, lembre-se sempre de:

Acionar ambos os freios com firmeza e suavidade para evitar o travamento das rodas
Manter a motocicleta virada para a frente e não aplicar nenhum movimento à direção
Puxar a embreagem e reduzir a marcha se for possível
Certificar-se de que ninguém o atingirá por trás — não pare mais rápido do que o necessário!
Após conseguir parar, avalie rapidamente a situação e saia do caminho para não atrapalhar o trânsito se puder fazê-lo com segurança.

Animais na pista
O fator mais importante para evitar animais silvestres ou domésticos atravessando a pista é saber que tipo de animais podem aparecer na sua frente (preste atenção à sinalização) e como eles costumam se comportar. A seguir descrevemos alguns mistérios das criaturas mais comuns e como lidar com eles.

Cervos: os cervos costumam ficar mais ativos ao amanhecer e ao anoitecer. Às vezes é possível enxergá-los à noite pelo brilho refletido em seus olhos ou pelas manchas escuras que projetam nas sombras da estrada. Lembre-se de que esses animais sempre se deslocam em grupos. Se um deles cruzar seu caminho, prepare-se para se deparar com outro (ou outros) seguindo-os bem de perto.

Cães: A defesa clássica contra um cão que corre atrás de uma motocicleta é tentar enganá-lo. Se você vir um cão correndo em direção à estrada, reduza um pouco a velocidade e em seguida acelere. Geralmente isso fará com que o cão mude seu ângulo de abordagem e lhe dará um pouco mais de tempo para se afastar.

Cavalos, vacas e bois: Ao se deparar com esses animais na pista, a recomendação é reduzir a velocidade; caso seja necessário, pare com segurança. É impossível prever para qual lado o animal se deslocará, isso quando ele se desloca (muitas vezes empacam e ficam apenas observando). Um animal pode surgir de repente no meio da pista, muitas vezes em grupo; daí a importância de o piloto estar sempre atento.