Clareamento dentário: o que saber antes de fazer

  • 21 de janeiro de 2020
  • 0
  • 19 Views
Compartilhe:

Clareamento Dental é sempre um assunto que envolve muitas dúvidas e polêmicas. Mas o que saber antes de optar por fazer esse tratamento? A Dra Yeska Braga, da Hori Clinica, esclarece alguns pontos sobre o tema:

 

O clareamento dental aumenta a sensibilidade dos dentes?

O clareamento dental, em alguns casos, pode provocar uma sensibilidade dental momentânea e temporária. Porém, existem recursos para minimizá-la. Para prevenir a sensibilidade, o dentista aplica um gel dessensibilizante que auxilia na remineralização do esmalte dentário. Isto é, os pacientes podem realizar tranquilamente o tratamento de clareamento sem se preocupar com a sensibilidade permanente.

 

Qualquer pessoa pode fazer o clareamento?

O clareamento é indicado para pacientes que estejam com a saúde bucal em dia, sem cáries, sem inflamações gengivais ou outros problemas bucais. Não se deve realizar o clareamento em pacientes menores de 16 anos e também deve-se ter cautela em realizar o tratamento em grávidas, principalmente se estiverem no primeiro trimestre de gravidez. É importante ressaltar que o gel clareador age apenas em tecido dental, ou seja, não tem a capacidade de clarear restaurações e próteses.

 

Durante o tratamento deve se evitar alguns alimentos?

Não é necessária a restrição de alimentos e bebidas durante o clareamento. Isso quer dizer que o paciente não precisa se privar de tomar o cafezinho, vinho tinto ou qualquer alimento e bebida pigmentada enquanto estiver realizando o tratamento. Isto é comprovado pela literatura através de vários estudos científicos.

 

O clareamento traz riscos aos dentes?

O clareamento dental não causa nenhum tipo de enfraquecimento dos tecidos dentários, quando realizado de forma correta e com a supervisão de um dentista. A técnica de clareamento está consagrada há mais de uma década e não provoca nenhum dano a estrutura dental e nem a saúde em geral do paciente.

 

Divulgação

 

O clareamento interfere em outros procedimentos já feitos na boca do paciente?

O gel clareador age apenas em tecido dental, ou seja, não tem a capacidade de clarear restaurações e próteses. Após o clareamento, estas restaurações podem apresentar diferença de cor em comparação aos dentes clareados, devendo ser substituídas caso prejudiquem a estética.

 

O clareamento dental caseiro traz os mesmos resultados que os feitos em consultório?

Todo clareamento deve ter a orientação e supervisão do dentista para que seja seguro e tenha resultados satisfatórios. Ambos os procedimentos garantem resultados muito semelhantes. Alguns estudos demonstram que o clareamento dental caseiro possui maior durabilidade que o realizado em consultório, porém a diferença é muito pequena. Contudo, o clareamento dental caseiro pode gerar maior sensibilidade dentária do que o realizado em consultório. Além disso, o clareamento dental realizado em consultório é mais seguro e previsível, pois é feito com supervisão total do dentista, que consegue proteger corretamente os tecidos gengivais e dentais necessários durante o procedimento, além de dosar a quantidade correta do gel clareador. Sem contar que, o clareamento de consultório atinge o resultado final em 3 sessões de aproximadamente 40 minutos, enquanto o clareamento dental caseiro necessita da utilização da moldeira com o gel clareador por no mínimo 15 dias consecutivos, durante 1h30min.

 

O dente clareado pode escurecer novamente?

Após ser clareado o dente irá sofrer o processo fisiológico de escurecimento a partir da cor atingida. Dificilmente voltará a cor que tinha antes do clareamento.

 

O clareamento não é indicado para fumantes?

Os fumantes podem realizar o clareamento dental, essa prática não contraindica o tratamento, porém a durabilidade do clareamento será menor, pois as substâncias contidas no tabaco pigmentam com facilidade os tecidos dentários.

 

Cremes dentais funcionam como clareador?

Não, geralmente os cremes dentais que prometem clarear os dentes são muito abrasivos, e não clareiam o dente quimicamente, mas sim removendo a camada de placa bacteriana que se acumula na superfície dental. Porém, essa alta abrasividade provoca riscos na superfície dental tornando-a irregular, o que pode gerar com o tempo sensibilidade e manchas.