Uso da máscara favorece “orelhas de abano”?

  • 26 de agosto de 2020
  • 0
  • 6 Views
Compartilhe:

O uso de máscara é uma das principais formas de combate contra a Covid-19. A máscara protege e é fundamental para prevenir o contágio do novo coronavírus. Embora a maioria dos brasileiros já tenha se adaptado ao seu uso, obrigatório em todo o país, as queixas com relação ao acessório ainda são bastante frequentes. Os principais incômodos relatados são os óculos embaçados, lesões no nariz e receio da máscara acentuar as orelhas de abano.

O cirurgião plástico Samir Eberlin, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), explica que em algumas pessoas o uso frequente de máscara deixa as orelhas mais evidentes. “Para muitos pacientes, esta exposição gera bastante desconforto. E o maior receio é de que o uso constante da máscara cause uma lesão permanente”, comenta Eberlin.

O medo do uso da máscara afetar a estrutura das orelhas tem gerado muitos questionamentos nos consultórios e também na internet. Mas o cirurgião afirma que não há motivos para esta preocupação. Segundo ele, o uso contínuo das máscaras não provoca deformação nas orelhas. “Apesar do desconforto causado durante o uso da máscara, quando a pessoa retira o acessório, a orelha volta ao seu posicionamento normal sem danificar a anatomia da região”, garante.

O desconforto com o formato e o tamanho das orelhas é uma queixa comum entre muitos brasileiros, mesmo antes das máscaras entrarem em cena. A cirurgia da orelha, também conhecida como otoplastia, está entre os dez tipos de cirurgia plástica mais realizados no Brasil, de acordo com os dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. O procedimento pode melhorar a forma, a posição e a proporção das orelhas.

Samir Eberlin esclarece que a otoplastia é indicada para corrigir deformidades menores nas orelhas, beneficiando a aparência e a autoestima do paciente. “Popularmente chamada de ‘orelha de abano’, esta condição costuma causar muitos problemas, principalmente para jovens e crianças, muitas vezes vítimas de bullying”, comenta Eberlin. Em casos de orelhas em abano, os resultados da otoplastia são quase imediatos. As cicatrizes cirúrgicas ficam escondidas atrás da orelha ou em suas dobras naturais.