Procedimentos estéticos após os 50 anos

  • 1 de abril de 2022
  • 0
  • 12 Views
Compartilhe:

Com 50 anos ou mais, porém aparentando menos. Este é o desejo de homens e mulheres nesta faixa etária pelo país e mundo afora. E os motivos são os mais variados, seja vaidade pessoal ou mesmo por exemplos que vem da TV, como é o caso da personagem Rebeca, vivida pela atriz Andrea Beltrão na novela “Um Lugar ao Sol”, que tem um romance com um rapaz mais novo e busca procedimentos para esconder sua idade cinquentenária.

Rugas estáticas, sinais de envelhecimento, flacidez de pálpebra, bigode chinês, sorriso “triste”, perda do contorno da mandíbula e o famoso “bulldog” (gordurinha na lateral da boca), são alguns dos sinais mais comuns nesta faixa etária, explica a doutora Paula Caroline Garcia, biomédica CEO e responsável técnico da Clinic Biomedicina Estética e coordenadora pedagógica da Clinic Cursos.

Segundo a Dra. Paula, atualmente em sua clínica os procedimentos mais procurados nesta faixa de idade são os fios de sustentação PDO (Polidioxanona) e aplicação de toxina botulínica. “Os fios utilizados são produzidos com materiais 100% absorvíveis com o tempo em períodos que variam de 12 a 24 meses, a depender do material utilizado e da quantidade. Os fios com a finalidade de tração, lifting facial possuem garras ou cones que se prendem aos tecidos, elevando as camadas em direção à parte superior da face, que simulam o movimento que fazemos na frente do espelho, puxando o rosto para cima”, explica a profissional.

O resultado progride com melhora ao longo dos próximos três a seis meses, devido ao efeito adicional de estímulo de colágeno tipo 1 (responsável pela firmeza da pele). Geralmente este procedimento é feito em clínicas ou consultórios, sem necessidade de internação hospitalar, com anestesia local e já no máximo em duas horas, o paciente retorna às suas atividades normais de lazer e trabalho.

Já a aplicação de toxina botulínica é recomendada para rugas e linhas de expressão, principalmente no terço superior da face. Assim, é muito indicada para atuar nos pés de galinha, rugas com formação entre sobrancelhas e linhas horizontais da testa. Mas a Dra. Paula ressalta que esse procedimento não irá resolver outros problemas de pele, como manchas causadas pelo excesso de sol, por exemplo.

“É fundamental que seja feita uma avaliação detalhada por profissional capacitado, pois cada procedimento trata uma determinada queixa do paciente. Toxina botulínica é indicada para paralisar ou relaxar a musculatura, já o bio estimulador de colágeno estimula a produção de colágeno na região aplicada, sendo assim é necessário uma avaliação para entender a indicação melhor para cada paciente e também por onde iniciar o tratamento”, explica ela.

Mãos jovens

Além do rosto, outra preocupação, principalmente entre as mulheres, é com relação às mãos que podem denunciar a idade. Um dos tratamentos mais usados são os bioestimuladores de colágeno, no caso com aplicação de Radiesse, como explica a Dra. Paula. “Em contato com a pele o bioestimulador garante um efeito preenchedor instantâneo diminuindo a magreza e deixando as veias e tendões menos perceptíveis. E com o passar dos dias ele promove a bioestimulação da produção de colágeno no local mostrando diferenças três meses após a aplicação”, conta.

Ainda dá tempo?

A grande pergunta que os cinquentões se questionam é se não está para começar um tratamento estético. Para a Dra Paula, nunca é tarde para encarar estes procedimentos. “O mais indicado é iniciar com o bioestimulador, pois trataria a pele de dentro pra fora, preparando-a para os demais tratamentos e trazendo uma jovialidade para esse órgão, o maior do corpo humano”, conclui a biomédica.