Moda: acima dos 50 sem perder o estilo

  • 16 de abril de 2022
  • 0
  • 12 Views
Compartilhe:

Seja no trabalho, no dia a dia ou nos momentos de lazer, vestir-se é uma questão de personalidade e a democratização da moda aponta cada vez mais opções, independentemente da idade. Ao entrarem na fase mais madura da vida, acima dos 50 anos, a maioria das mulheres começa a mudar gradativamente os looks do guarda-roupa. No entanto, a mensagem aqui é: ninguém precisa perder o estilo por conta da idade!

De acordo com Nélia Finotti, de 54 anos, consultora de moda e sócia do Espaço Integrado de Moda do Shopping Estação Goiânia, as escolhas femininas mudam com o passar dos anos. Segundo ela, os ciclos mudam e as peças que antes inspiravam, podem não fazer mais sentido no uso.

Nélia ressalta que a grande chave do processo é se aceitar e se amar em todas as fases. “As mulheres maduras podem criar visuais cheios de estilo e que valorizem aquele momento da vida. O principal é gostar de você mesma, aceitar sua fase madura, se amar, assumir sua personalidade, uma super injeção de autoestima, que o estilo vem! A minha dica é: não envelhecer o guarda-roupa”, afirma.

Mudança nas peças

A consultora aponta que entre as principais mudanças nas preferências com o passar do tempo, estão os comprimentos, decotes e transparências. Para ela, nessa fase, as mulheres preferem economizar nos excessos. “Nesse período os comprimentos alternam muito, não indicamos nada muito curto e nem muito longo ou fechado demais. Peças com decotes transpassados, decote V, vestidos com estampas médias, sem muito babado ou muita transparência. Os excessos é que não vão bem”, afirma.

“Nessa idade a pele perde mais viçosidade e é comum termos o corpo um pouquinho mais flácido. A dica de ouro é sempre ter um pontinho de luz ou brilho na orelha, trazendo sempre o brilho para o rosto, que é a parte mais expressiva do corpo”, ressalta Nélia.

Já em relação às cores, Nélia destaca que tudo é permitido, de acordo com as preferências de cada pessoa. “As cores são para todos, em todas as idades, ciclos e momentos. O ideal é analisar qual a mensagem a pessoa quer comunicar. É sempre importante lembrar que a moda é para todas nós e em todas as idades!”, pontua.

Acessorize-se

A profissional de moda também aposta na diversificação de acessórios para compor as produções e, assim, conferir mais personalidade aos looks, sem “encaretar” as propostas, mesmo nas pessoas com mais idade. As opções com pedras e metais ganham mais destaques e os brincos e colares diminuem de tamanho.

“Os acessórios são essenciais para dar aquele up no visual e deixar mais moderno. São aqueles elementos que transformam os looks e a beleza das mulheres. Eles podem mudar uma simples produção em um visual atual e com muito estilo”, afirma Nélia.

Já em relação aos calçados, a consultora ressalta que nessa fase, eles tendem a ser mais leves e prezam o conforto, dando mais espaço para tênis, modelos anatômicos e saltos mais baixos e grossos.