Imóveis de luxo no Brasil: estrangeiros estão de olho

  • 9 de dezembro de 2020
  • 0
  • 54 Views
Compartilhe:

O indicador mensal da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), elaborado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), registrou um aumento de 58% nas vendas de unidades habitacionais no mês de julho, na comparação com o mesmo mês de 2019. Também em julho de 2020, o lançamento de empreendimentos teve um crescimento de 38,2% quando comparado ao mesmo período do ano passado.

Um reflexo do bom desempenho da construção civil é a retomada de lançamentos (7,3%) e vendas (34,8%) no segmento de médio e alto padrão, chamado também de MAP. De acordo com o indicador Abrainc/Fipe, desde maio de 2014, uma tendência que vem chamando a atenção do mercado: aumento na procura de imóveis de luxo por estrangeiros e também por brasileiros que residem no exterior.

A construtora A.Yoshii, que possui empreendimentos de alto padrão em Curitiba, Maringá e Londrina, no Paraná, e em Campinas, também observa esse aumento no setor. “Nos dois empreendimentos lançados em Campinas, percebemos a consolidação deste movimento no volume dos negócios fechados com clientes que moram fora do Brasil. A pandemia evidenciou a busca orgânica por imóveis amplos e mais confortáveis, e investir em um apartamento de alto padrão também é desejável por agregar maior tendência de valorização no mercado”, destaca o gerente de unidade da construtora em Campinas, Volney Furtado.

A valorização imobiliária dos imóveis de luxo ultrapassa as fronteiras nacionais. “Com o preço do dólar, investir no País tornou-se atrativo para brasileiros que moram no exterior e também para os estrangeiros que têm a possibilidade de lucrar com a correção da moeda americana. Há quem considere ainda o aquecimento do mercado, que favorece os investimentos imobiliários e, pensando em investimento, este ainda é um dos mais seguros”, avalia o gerente.