Fast Food, Casual Dining e Fast Casual: como diferenciar?

  • 11 de janeiro de 2020
  • 0
  • 75 Views
Compartilhe:

A alimentação fora do lar é um dos setores mais cíclicos em termos de modelos de negócios. De tempos em tempos aparecem novidades nesta área responsáveis por movimentar mais de R$ 200 bilhões por ano. Porém, existem estilos que não saem de moda e já fazem parte do dia a dia dos brasileiros.

O Fast Food significa, literalmente, comida rápida e tem como característica principal a padronização e agilidade no preparo de lanches e acompanhamentos, geralmente batatas fritas e empanados. Embora muito prática e apreciada, este tipo de comida tem um baixo valor nutricional. Além disso, o ambiente não é muito convidativo e incentiva uma ingestão rápida dos alimentos. Um exemplo clássico de fast food é a rede McDonald´s.

 

Divulgação

 

Diferentemente do modelo acima, o Casual Dining é inspirado no conceito americano onde se tem a oportunidade de degustar tranquilamente um menu farto e diversificado, dentro de um ambiente descontraído e bem decorado. Com preços semelhantes aos praticados no fast food, ele traz a junção da qualidade da comida e do bom atendimento, prezando por pequenos luxos que valem a comodidade. Dois exemplos deste segmento são as redes Outback e Applebee´s.

 

Divulgação

 

Há ainda o Fast Casual, que segue a mesma linha do Casual Dining, porém, enquanto redes deste estilo há filas de espera para o atendimento em mesas, o Fast Casual não tem este tipo de serviço, focando na rapidez a na praticidade. Há um cardápio mais enxuto, cozinha visível e pratos que podem ser customizados. Como exemplo do Fast Casual, podemos citar a rede Spoleto.

 

Divulgação