Campinas Decor acontece em 2021 com novos ambientes

  • 3 de novembro de 2020
  • 0
  • 18 Views
Compartilhe:

O adiamento da Campinas Decor para o início de 2021 em virtude da pandemia de Covid-19 abriu novas possibilidades de participação na edição que marca os 25 anos da principal mostra de arquitetura, decoração e paisagismo do interior paulista. Com mais tempo para a preparação do evento, a organização criou novos ambientes, redefiniu o cronograma e está na reta final de captação de expositores e patrocinadores.

Com nova data definida para o período de 26 de fevereiro a 25 de abril do próximo ano, a 25ª edição da Campinas Decor terá como cenário o antigo prédio do Cotuca (Colégio Técnico de Campinas), fechado desde 2014 por falta de condições de uso, reforçando a política da mostra de recuperar imóveis do patrimônio público.

Os arquitetos, designers de interiores e paisagistas interessados em participar do projeto ainda têm oportunidade de escolha entre mais de 60 ambientes internos e externos desta que será uma das maiores edições da mostra, com uma área total de quase 7 mil metros quadrados de área.

Uma das novidades criadas recentemente no projeto é um amplo deck ao ar livre, que servirá de apoio para o bar e o restaurante da mostra. “Esse ambiente inclusive será útil dentro do rígido protocolo que iremos adotar para garantir a segurança de todos em virtude da pandemia”, explica Sueli Cardoso, diretora da mostra.

Ela explica tratar-se de uma excelente oportunidade de integrar um projeto histórico, que além de marcar os 25 anos da Campinas Decor, irá recuperar e devolver para a cidade de Campinas este importante prédio, que poderá voltar a abrigar o Cotuca.

 

Divulgação

 

Sueli afirma ainda que as características do imóvel, como o pé direito alto e os grandes espaços, fazem com que este seja “o cenário perfeito” para os profissionais soltarem a criatividade e mostrarem seus estilos de trabalho para os visitantes.

O time de expositores traz os principais nomes do setor em Campinas e região. Podem participar tanto profissionais com experiência no mercado quanto recém-formados, que se encaixam na categoria Novos Talentos, com até três anos de formados.

A 25ª edição também já conta com uma robusta lista de patrocinadores, apoiadores e fornecedores oficiais: MRV, Suvinil, Engetax, Deca, Leo Sob Medida, Guardian Glass e Cyber Glass, Hunter Douglas, C&C Casa e Construção, Duratex, TecPrag, MBM Negócios, Kosten-Haus e Portobello Shop.

“Além de termos renovado o contrato com diversos patrocinadores e apoiadores de peso que há anos participam da Campinas Decor, conseguimos o apoio de diversos nomes importantes, que darão ainda mais força e representatividade ao nosso evento”, afirma Sueli.

 

Recuperação do patrimônio público

 

A realização da Campinas Decor – 25 anos no Cotuca será possível graças a um convênio de permissão de uso firmado entre a organização do evento e a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). O termo tem como objetivo a cooperação entre a universidade e a iniciativa privada para a conservação do imóvel.

Construído no início do Século 20 e localizado no número 177 da Rua Culto à Ciência, bairro Botafogo, região central da cidade, o complexo do Edifício “Bento Quirino” foi cedido pela Secretaria de Educação para uso da Unicamp e de 1967 a 2014 abrigou o colégio. Trata-se uma grandiosa construção tombada pelo Patrimônio Histórico, de orientação eclética de tendência neoclássica, projetada pelo engenheiro‑arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo (1851‑1928), considerado responsável pela introdução de novos conceitos para a organização da arquitetura escolar à luz dos ideais de ensino republicanos.

O Cotuca vem funcionando em imóvel alugado no bairro Taquaral desde agosto de 2014, devido à interdição em fevereiro do mesmo ano do prédio doado pelo abolicionista Bento Quirino dos Santos, com breve interim das atividades no campus da Unicamp em Barão Geraldo.

Após a realização da mostra e o trabalho de recuperação que será realizado pela organização, expositores, patrocinadores e fornecedores, o colégio poderá voltar a funcionar no local.

 

Divulgação

 

Durante as obras de preparação da mostra, organização e expositores reconstruíram o telhado, recuperaram pisos e revestimentos, consertaram portas e janelas e modernizaram as redes hidráulica e elétrica das edificações que compõem o complexo do colégio. Agora, já estão em andamento as obras de preparação dos espaços em si.

A Campinas Decor – 25 anos será a nona edição da mostra a ser realizada em um prédio de propriedade pública e a terceira em parceria com a Unicamp. A primeira dobradinha com a universidade aconteceu em 2008, na Estação Guanabara, da qual a Unicamp é comodatária. O prédio da antiga estação foi totalmente recuperado e passou a abrigar o CIS-Guanabara – Centro Cultural de Inclusão e Integração Social. Em 2018, o evento recuperou as edificações da Fazenda Argentina, adquirida pela universidade para fins de expansão, e que após a reforma passou a ser utilizado pela universidade para a instalação do escritório de sua agência de inovação e de empresas startups.

Além dos prédios citados, a Campinas Decor já recuperou o Casarão do Lago do Café (2003), o Instituto Agronômico de Campinas (nas edições de 2009 e 2010, em locais diferentes), a Estação Cultura (2011), a Casa de Vidro, também no Lago do Café (2016) e em 2019, o prédio famoso por ter abrigado o antigo Colégio Ateneu, pertencente à prefeitura.

No total já foram investidos cerca de R$ 25,5 milhões em benfeitorias nesses prédios, cotizados entre a organização, expositores, patrocinadores e fornecedores. As obras realizadas propiciaram a realização de inúmeras atividades nesses locais, sempre em benefício da população.