Sandy faz shows em Paulínia

  • 6 de junho de 2012
  • 0
  • 30 Views
Compartilhe:
A cantora Sandy realiza shows da turnê de seu primeiro DVD solo, “Manuscrito”, em apresentações nos dias 15 e 16 de junho no Theatro Municipal de Paulínia. Os convites para o show do dia 15/06 esgotaram-se rapidamente, o que fez com que a cantora marcasse um show também para a data do dia 16.

O show marca a retomada da turnê depois de alguns meses da artista dedicados aos projetos na TV (Superbonita, As Brasileiras, Fantástico). Além destes, estão previstos nesta primeira fase mais alguns shows no interior de São Paulo em cidades como Bauru, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, entre outras.
O show é resultado do projeto “Sandy Manuscrito – Ao Vivo”, que teve ingressos esgotados em menos de 24 horas para a gravação do DVD, em São Paulo, no final do ano passado. Lançado no mês passado em Blu-ray, conta com a direção de Junior Lima e Douglas Aguillar.
No set list do show, além das canções inéditas de Manuscrito como “Pés Cansados”, “Quem eu Sou”, “Tempo”, “O Que Faltou Ser”, “Perdida e Salva”, entre outras, Sandy selecionou alguns grandes sucessos da época em que fazia dupla com o irmão, Junior Lima. “Turu Turu” é um ótimo exemplo para os fãs cativos fidelizados ao longo de vinte e dois anos de carreira. A cantora também apostou em releituras de músicas de artistas consagrados admirados por ela, como Lenine (“Hoje eu quero sair só”), Marisa Monte (“Beija Eu”), Lulu Santos (“Casa”), entre outros.
Uma jovem e talentosa banda-base acompanha Sandy durante o espetáculo. Todos os músicos, inclusive, participaram do recém-gravado DVD da cantora. Maurício Caruso e Edu Tedeschi assumem todas as guitarras e violões do show, enquanto Eloá Gonçalves mostra todo seu virtuosismo ao piano e nos teclados. Alex Heinrich, nos baixos elétrico e acústico, e Delino Costa, na bateria completam o redondo time.
Apesar de sua atenção e interesse estarem cem por cento focados na qualidade musical do show, Sandy também fez questão de cuidar minuciosamente da concepção visual de seu espetáculo. Convocou o experiente cenógrafo Zé Carratu para cuidar da direção de arte de Manuscrito. O ar intimista do palco foi retratado com elementos retrôs de decoração, que têm como contraponto e de equilíbrio elementos modernos como projeções de imagens produzidas e intercaladas com o ‘ao vivo’ da apresentação. O renomado Maneco Quinderé assume a direção de iluminação para ditar o clima intimista do palco e dar vida à cenografia proposta.

Info: (19) 3933-2140

 

Fotos: Divulgação