O Natal de 2010 está prestes a ser considerado o melhor e mais farto dos últimos 10 anos em Campinas. Dados de uma pesquisa da Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic) projetam um crescimento entre 16% a 17% dos gastos no comércio em geral.
Em valores absolutos, o total a ser movimentado no mercado local é de R$ 1.070 bilhão contra R$ 915 milhões em 2009. Para efeito comparativo, o maior crescimento da década havia sido registrado em 2008, com aumento de 12% em relação a 2007.
Nos 19 municípios da Região Metropolitana de Campinas (RMC), o Natal é gordo também, com projeção ligeiramente superior a Campinas. A previsão é de crescimento de 17,3% com relação ao ano passado. Estima-se uma injeção de R$ 2,6 bilhões contra R$ 2,2 bilhões em 2009, incluídos os valores da metrópole.
Segundo o economista Laerte Martins, do departamento de Economia da Acic, o décimo terceiro vai injetar em Campinas R$ 700 milhões, 14,5% a mais do que o ano passado. “Há mais dinheiro sobrando na mão do consumidor, em parte devido ao aumento no número de carteiras assinadas e à ascensão de consumidores das classes C e D para um patamar acima. Há mais poder de compra”, disse Martins. Na RMC, os valores também evoluíram positivamente em torno de 15% e atingem R$ 1,6 bilhão.

As entidades representativas do comércio de Campinas sugerem que o horário de funcionamento do comércio de rua até o fim do ano seja o seguinte:


24/12 -8 às 18h
25/12 – Natal – fechado
26/12 – Fechado
27/12- 8 às 19h
28/12 – 8 às 19h
29/12 – 8 às 19h
30/12 – 8 às 19h
31/12 – 8 às 15h




Imagem: Reprodução

Deixe uma resposta