Por Letícia Zuppi


Teve sua abertura no último dia 15/12 no espaço AT/AL/609, no Cambuí, em Campinas, a mostra “Ocupação”. 


Com curadoria de Cecília Stelini, a ação artística conta com a participação de Adriana D. da Conceição, Maria Agnes Lucatto, Norma Vieira, Maicon Madeiros, Heloisa Barbi, Fernanda Moselli, Mateus Fantelli, Robson Trento, Alcione Bellon, Ana Roland, Alma, Patricia Rebello, Matheus Alecci, Alzira Ballestero, Dynorah Inayê, Augusto Meneglin, Lea Moraes, Rosana Torralba, Natalia Ivanov, Ba e Gilio Mialichi. 
A arquiteta Adriana D. da Conceição partiu de fotos de viagens para iniciar o seu projeto. Acostumada a fotografar telas de proteção utilizadas em restauros de prédios, Adriana resolveu utilizar imagens de edifícios captadas em Oslo, na Noruega, como material de trabalho. 
As imagens são exibidas em um monitor, no espaço da arquiteta na mostra, intitulado “Vão de Acesso”. Em uma das paredes do local, o esboço de uma escada, que parte do monitor, dá continuidade à linha de pensamento de Adriana para o seu projeto. “Entrei dentro da Arquitetura e elegi a escada como elemento. Quis falar de linhas e formas vistas de um olhar interior, usando uma escada, não em escala real, mas em escala de maquete. A escada simboliza também a ascensão”, diz. 

Maria Agnes Lucatto inspirou-se na natureza para compôr o seu espaço na mostra, denominado “Série Paisagem Interior”. Ali, uma janela colorida leva para a parede e para o chão do ateliê o reflexo de cores vibrantes, formando um lindo painel. Acostumada a fotografar bolhas de sabão, a artista percebeu que, ao sol, as bolhas fotografadas assumiam diversas cores, que poderiam ser traduzidas em arte. “O reflexo do sol nas bolhas produz lindas cores, que utilizei nesta criação”, diz. 
A artista plástica Norma Vieira tem seu espaço de criação localizado logo na entrada do ateliê, intitulado “Poema Gravado”. Norma pensou em um trabalho interativo e convidou várias pessoas presentes na abertura da mostra para participar de seu projeto. 
Munida de livros do poeta Baptista Cepellos encontrados em sebos e de um gravador, Norma pediu a cada participante que escolhesse um parágrafo de um poema de um dos livros para ser lido, com a voz modulada. A captura do som será a base para um outro trabalho da artista. “Descobri que era possível gravar os poemas e passá-los para o computador. A voz gravada gera um gráfico e este desenho será passado para gravura em metal”, explica.

O artista Maicon Medeiros, criador do espaço “Monólitos”, utilizou objetos que seriam descartados para compôr a sua criação. Placas de acrílico, fios de telefonia e pedras fazem parte do seu projeto. A inspiração veio do filme “2001: Uma Odisséia no Espaço”. “Quis dar uma poética aos objetos que são materiais aparentemente sem uso, descartáveis e fazer uma crítica ambiental. A pintura das placas foi feita com tinta spray e a montagem do espaço levou aproximadamente uma hora”, diz. 

A abertura da mostra “Ocupação” contou ainda com performances, acompanhadas pelos visitantes, nos ambientes do ateliê.

A exposição acontece até 21 de fevereiro de 2013, no AT|AL|609, localizado na rua Antonio Lapa, 609. Tel: (19) 3201-2009

Confira outras fotos:

“Pequeno Discurso Amoroso” – Lea Moraes

“O P.R.E.T.O (O Passado.Refúgio.Essencial. Trabalhando.Onírico)” – Alma 

“Lembretes” – Rosana Torralba

“Valerie”- Matheus Alecci 

“Dos penduricalhos de Cecilia Stelini por Alzira Ballestero” – Alzira Ballestero 

 “Janela para o mundo” –  Patricia Rebello

 “Pequeno Universo” – Robson Trento
“Dos penduricalhos de Cecilia Stelini por Alzira Ballestero” – Alzira Ballestero 
“Pequeno Discurso Amoroso” – Lea Moraes

 Fotos: Letícia Zuppi

Deixe uma resposta