O outono e inverno 2014 já apontam para muitos caminhos e múltiplas possibilidades de escolhas entre cores, tecidos e matérias-primas, além da variedade de padronagens e estampas. Pensando em desmitificar alguns conceitos, Justine Armani, docente de moda do Senac Campinas, dá dicas sobre o assunto.

“A moda durante anos foi muito fiel em relação às regras, porém, nos dias de hoje, as propostas são mais flexíveis, levando em conta principalmente o estilo pessoal. Atualmente, os aspectos fundamentais que se relacionam com a moda são sentir-se bem, entender nossa personalidade, necessidades e tipo físico”, afirma Justine.

 
 

1379290-m
 
 

Regras antigas e conceitos atuais:

 
 

- Sapatos de bico aberto e sandálias não podem ser usados com meias: “Claro que pode”, enfatiza. Opte por meias em tons mais próximos dos sapatos e tome cuidado para esconder a costura entre os dedos. Se gostar de ousar, também pode escolher as coloridas, em contraste com a cor do calçado. A dica é a mesma: esconder a costura da frente. Também existem meias-calças sem ponteiras (com abertura na frente), que facilita o uso.

 

- Não pode misturar estampas: “Essa regra já caiu por terra há anos. E, além disso, tem a característica da nossa brasilidade”, diz Justine. Misturar estampas requer bastante conhecimento e bom gosto, resultando num look criativo, elegante, inteligente e cheio de personalidade. Com certeza, vai otimizar seu guarda-roupa e economizar dinheiro. Vários estilistas famosos já vêm apostando nessa tendência há bastante tempo.

 

- Baixinha não pode usar longo: Segundo Justine, basta tomar cuidado com o comprimento, que deve ser de 1 a 1,5 cm do chão. Sendo uma peça de uma só cor, ou em tons com baixo contraste, é ótimo para alongar a silhueta, pois não interrompe a sequência do olhar. Outro recurso é optar por calçados em tons mais próximos da pele ou salto. Chamar a atenção para colo e rosto também é um bom truque para atrair o olhar para cima.

 

- Couro é só para o inverno: “Realmente devido ao nosso clima mais quente, essa crença é bem popular por aqui, mas é liberado sim”, comenta Justine. Hoje em dia, a tecnologia têxtil desenvolveu vários tratamentos em couro, tanto natural quanto fake. Basta optar por modelagens mais frescas e couros com gramaturas mais leves, podendo ser uma peça inteira ou apenas um detalhe. Em relação ao fake, certifique-se de que o mesmo tem boa qualidade e se a peça tem bom acabamento para não parecer “popular” demais.

 

- Não pode usar brilho durante o dia: “O brilho está liberado para qualquer hora do dia e em diferentes peças”, completa Justine. O que conta é o bom senso e equilíbrio. Pode ser um detalhe delicado, ou em bordados em paetês e linhas mais foscas, entre outros truques, para não parecer que vai para uma festa à noite. Quando ousar em uma peça, neutralize as demais.

 
 

Para saber sobre cursos na área de moda no Senac Campinas acesse www.sp.senac.br/campinas

 
 

Imagem: Divulgação