Aconteceu de 05 a 09/10 na Sociedade Hípica Paulista (SHP), em São Paulo, o CSI-W Longines Indoor 2016. A SHP sediou várias provas, com percursos emocionantes, que fizeram o público vibrar.

No dia 07/10, o Prêmio Hyundai roubou a cena e José Roberto Reynoso Fernandez Filho mostrou porque lidera o ranking brasileiro e conquistou a competição sem cometer nenhuma falta.

O prêmio foi disputado por 40 conjuntos, num percurso seletivo montado por Helio Pessoa, com obstáculos a 1.50 m. O penúltimo obstáculo da primeira passagem, um triplo, acabou com as chances da grande maioria, tanto que apenas sete zeraram a pista. No desempate, o experiente Vitor Alves Teixeira fez novamente pista limpa e no ótimo tempo de 35s42, o que obrigou seus adversários a acelerarem na tentativa de baixar a marca.

Fernando Pasmanik e Landritter II Do Feroleto zeraram, mas completaram um pouco acima, 37s03. Em seguida, Cesar Almeida, com Baltymore do Império Egípcio, também fez pista limpa, mas em 36s81. Como Felipe Amaral, Marcelo Ciavaglia e Thiago Mattos já estavam fora da briga, restava o último concorrente, Zé Roberto e Azrael W Sanol Dog Protecnica. O cavaleiro contou com o silêncio e a torcida do bom público presente na Hípica e não decepcionou. Fez uma pista perfeita e baixou mais de um segundo. Marcou 34s37 e saiu comemorando sob aplausos dos amigos.

 
 
li_ze_roberto
 
 
li_podiohyundai
 
 

“Como fui o último a entrar, consegui baixar o tempo do Vitor e conquistei esta vitória importante, que ajudou a abrilhantar este lindo espetáculo que a Hípica viveu nesta noite. É muito gratificante ver a casa cheia e entrar na pista sentindo esta energia positiva da torcida”, afirmou eufórico Zé Roberto.

 
 
Resultado do Prêmio Hyundai
 
 
1- José Roberto Reynoso Fernandez / Azrael W Sanol Dog Protecnica – 0/0/34s37
2- Vitor Alves Teixeira / Valiska Imperio Egipcio – 0/0/35s42
3- Cesar Almeida / Ballymore Imperio Egipcio – 0/0/36s81
4- Fernando Pasmanik / Landritter II Do Feroleto – 0/0/37s03
5- Felipe Amaral / Chamant – 0/8/34s96
6- Marcello Ciavaglia / Conto – 0/72s82
 
 

DSC07332
 
 
DSC07247
 
 
DSC07291
 
 

Hípica domina Cavalos Novos
 
 
A série de Cavalos Novos (7 e 8 anos) foi encerrada na tarde do dia 08/10, após três provas e o pódio foi totalmente ocupado por conjuntos da Hípica Paulista. A campeã foi Zambia Mystic Rose, montaria de Totty Miranda. JCR Carbelle foi a vice campeã sob a sela de Pedro Muylaert. O terceiro posto ficou com Colman Cooper e José Luiz Guimarães de Carvalho. A premiação foi feita crianças da ONG Galera Click.
 
 
DSC07472
 
 
DSC07535
 
 
DSC07482
 
 
DSC07484
 
 
DSC07485
 
 
DSC07490
 
 
DSC07495
 
 
DSC07500
 
 
DSC07514
 
 
DSC07518
 
 
DSC07519
 
 
DSC07520
 
 
DSC07526
 
 
DSC07532
 
 

li_premiacaocavalosnovos
 
 

Alberto Sinimbu vence Hermès Young Talent
 
 

Outro destaque do dia foi o jovem cavaleiro Alberto Sinimbu, de 18 anos, que conquistou o Hermès Young Talent, destinado a incentivar promessas do esporte. Foram cinco etapas ao longo da temporada, a última neste concurso. Como prêmio, ele recebeu uma clínica de 10 dias com o campeão olímpico Rodrigo Pessoa durante o Winter Equestrian Festival, na Flórida, no início de 2017.

“Estava muito focado e consegui uma média muito boa para levar o prêmio dessa vez, porque ano passado bati na trave. Estou muito feliz pela clínica que vou fazer com o Rodrigo Pessoa”, afirmou o pernambucano que mora em São Paulo e treina em Itu, com Artemus Almeida.

Sinimbu já é uma realidade no cenário nacional. Ele tem os títulos brasileiros junior (2014) e young rider (2015) e nesta temporada está na terceira posição no ranking Brasileiro Hyundai Senior Top (categoria de rendimento máximo), com 50 pontos, logo atrás de Cesar Almeida (57) e José Roberto Reynoso Fernandez Filho (95).

 
 
li_alberto
 
 
DSC07650
 
 
DSC07660
 
 
DSC07674
 
 

Entre uma prova e outra, a SHP sediou uma apresentação de volteio com crianças, que emocionou o público.

 
 
DSC07587
 
 
DSC07588
 
 
DSC07594
 
 
DSC07606
 
 

 Mini GP tem Cesar Almeida como vencedor
 
 

O Mini GP levantou o público da SHP na noite do dia 08/10. A prova reuniu 43 conjuntos e 12 foram para o desempate, só decidido próximo do final, quando Cesar Almeida entrou na pista com Lara do Império Egípcio e bateu o tempo de Marcelo Ciavaglia e Theron RJ, que acabou em terceiro. Rafael Ribeiro, com N M Churra, saltou logo depois e também superou Ciavaglia.

“A Lara Império Egípcio estava espetacular nas duas passagens. Essa foi a nossa segunda vitória aqui no Longines Indoor (o conjunto venceu a última prova do programa do dia 06/10, também a 1.40 m). Normalmente ela é um pouco tensa, mas ela está adorando saltar nesse Indoor fechadinho”, destacou Cesar.

 
 
li_cesar_almeida
 
 
Resultados do Mini GP
 
 
1º Cesar Almeida / Lara ImpérioEgípcio – 0/0/27s58
2º Rafael Ribeiro / N M Churra – 0/0/28s90
3º Marcelo Ciavaglia / Theron RJ – 0/0/29s33
4º Mariana Cassetari / X TRA GMS – 0/0/29s54
5º Luís Piva Filho / Happy Lady – 0/0/30s99
6º Francisco Musa de Mesquita / Casadora JMen – 0/4/29s47
 
 
DSC07704
 
 
DSC07701
 
 

Raphael Barros e Acontender ganham a prova de potência
 
 

A prova de potência (salto em altura), fechou o dia 08/10 no Longines Indoor 2016 e foi um show à parte na Sociedade Hípica Paulista. Raphael Barros e Acontender foram os vencedores ao passarem limpo o muro de 1,87 metro de altura levando o grande público ao delírio.

Duas disputas ocorreram em paralelo: a prova de potência, com premiação de R$ 50 mil para quem saltasse mais alto, e a tentativa de quebra do recorde de salto em altura do indoor, com mais 50 mil para quem saltasse acima de 2.25 metros, marca conquistada em 2001 por Renato Junqueira.

Três dos quatro concorrentes ultrapassaram a marca inicial de 1,67 metro sem derrubes: Raphael e Acontender, e os conjuntos Fabio Sarti com Exclusive e Alexander Dattelkremer montando Prince Ricardo. Rafael Ribeiro, vice-campeão do Mini GP com N M Churra, cometeu falta no muro, montando Widarco, na primeira tentativa, mas ainda voltou a saltar para a tentativa de quebra de recorde.

 
 
 DSC07719
 
 
DSC07731
 
 
DSC07742
 
 
DSC07744
 
 

Com o muro elevado a 1,87 metro, no entanto, Fabio e Alexander não conseguiram passar sem bater. A última tentativa foi de Raphael que, incentivado pelo público que lotava as arquibancadas e camarotes da Hípica, conseguiu conduzir Acontender ao outro lado do muro maciço sem tocar, garantindo os R$ 50 mil de prêmio.

Ainda havia o recorde a ser batido. Raphael não voltou a saltar, poupando sua montaria: “Vou poupar o bichinho, já estou feliz”, disse a respeito de Acontender. Por pouco, Fabio Sarti, com Exclusive, não quebrou o recorde e foi o que chegou mais longe. O único a passar com sucesso pelo muro elevado a 2,07 metros. Mas ainda não foi dessa vez que a marca de Renato Junqueira foi superada, pois em duas tentativas a 2,27 metros, Exclusive demonstrou que queria saltar, mas acabou derrubando o obstáculo.

 
 
li_fabio
 
 
li_raphael
 
 
 

Fotos: Em Destaque Na Cidade e Luis Ruas