O diretor comercial da Canecão,
Natal Martins



A indústria Café Canecão, de Campinas, comemora 50 anos de fundação. Para celebrar a data e apresentar novidades, a empresa reuniu a imprensa para uma entrevista coletiva seguida de almoço no último dia 18/07, no The Royal Palm Plaza Resort, em Campinas. 

Dirigido pelas famílias Abud e Martins, o Café Canecão é a maior indústria de café da região. A empresa, 100% nacional, foi fundada em 1962, tem uma filial em Lins, na região central do Estado de São Paulo e foi a primeira indústria de café do País a obter a certificação ISO 9001 – versão 2000. No ranking das 100 maiores indústrias brasileiras de café, associadas à Abic, o Café Canecão ocupa a 19ª posição. Até 2020, a empresa pretende ter clientes em todos os municípios do Estado de São Paulo. 

 Aproveitando o bom momento de crescimento, o Café Canecão lança o café Orchestra Gourmet para todo o Brasil, exclusivo para a venda na loja virtual da marca (www.cafecanecao.com.br). Incorporado à sua linha de especiais, Orchestra é um café 100% Arábica, de torração média, com sabor e aroma marcantes e encorpados. 
O novo produto gourmet é apresentado em embalagens de um quilo valvulada, nas versões Torrado em Grãos e Torrado e Moído. O café é indicado para uso em máquina de café expresso, Íbrik (método turco), coador de pano ou filtro de papel descartável e para cafeteiras elétrica, italiana e francesa. 
Segundo o diretor comercial da Canecão, Natal Martins, o lançamento do Orchestra Gourmet para todo o Brasil abre uma nova fase para a empresa, que passa a atender um segmento de consumidores que desejam cafés especiais com moagens personalizadas. Martins explicou a origem do nome do novo produto. “Escolhemos Orchestra pois ‘orquestra’ remete a harmonia, equilíbrio. Apresentamos um produto para um nicho específico de mercado, que vem atender os anseios atuais dos consumidores”, disse. 
Martins explicou ainda que o café Orchestra será comercializado apenas virtualmente, pois o espaço nos pontos de venda é reduzido. “O Orchestra possui oito opções de moagens (versões) e a melhor opção encontrada foi a venda mediante encomenda. O consumidor compra pelo site e recebe o produto via Sedex”, explicou. Os grãos na versão torrado e moído serão processados pela Canecão 24 horas antes da entrega aos consumidores. 
Martins lembrou que o café vem sofrendo alterações ao longo dos anos e que vêm surgindo outras exigências por parte do público consumidor da bebida. “Estamos passando por uma reinvenção do café. Surge uma sofisticação no consumo da bebida, o que aumenta a importância de marcas Premium. Mas há ainda muito o que melhorar neste setor,  pois a cadeia produtiva do café ainda é mal remunerada”, explicou. 

  O café no mundo e no Brasil

Do ano de 2010 para o ano de 2011 houve um aumento de 2,2% no consumo de café no mundo. No Brasil, neste mesmo período, houve uma elevação de 4,4% neste consumo. No País, 19,7 milhões de sacas café representam o consumo interno em 2011. 
 Segundo o IBGE, 79% dos brasileiros consomem café.
Fotos: Letícia Zuppi